13/01/2013

No que acreditamos

Assim vai a cabeça da criança. A criança chega ao pátio. As outras crianças, sorrisos nas caras, jogam à bola. A criança chega e pede agora para jogar. Não querem deixar, ela não joga nada. Uma das crianças magoa-se, chora, e vai para dentro. É a oportunidade, é agora. A criança, até agora encostada a um canto, joga de sorriso na cara e chapéu na cabeça. Marca 5 golos. Estão todos muito surpreendidos. Quando lhe perguntam, a medo, o que se passou, a criança diz-lhes: é o chapéu, com ele sou capaz de tudo, sou confiante e feliz.
Assim vai a cabeça da criança.

3 comentários:

  1. :))) precisamos tanto desses chapéus mágicos!

    boa semana***

    ResponderEliminar
  2. Ah! Onde é que o miúdo arranjou tal chapéu? Fazes encomendas. Que bom que é voltar aqui :)

    DESBOCADO!

    ResponderEliminar